Llued uma relação entre o risco de obesidade e os contraceptivos orais

A Universidade de Navarra encontraram uma relação significativa entre o uso continuado de contraceptivos orais e o risco de desenvolver a obesidade a longo prazo.

De acordo com os resultados publicados na revista International Journal of Obesity, tomando contraceptivos orais para dois ou mais anos relacionados a um aumento de 78% na probabilidade de desenvolver obesidade nos oito anos seguintes. O estudo não explorou pelo qual os pílulas contraceptivos do mecanismo influenciam o ganho de peso.

Para Alfredo Gea, principal investigador do trabalho e membro do Departamento de Medicina Preventiva e Saúde Pública da Universidade de Navarra, esses resultados aconselham Cuidado no uso de contraceptivos orais e dar informações importantes para as mulheres ao tomar a decisão de usar essas drogas. GeA enfatiza que seus resultados estão on-line com riscos previamente identificados em coortes suecos e norte-americanas, hipertensão, doença cardíaca coronária e câncer de mama, todas associadas à obesidade.

Pesquisadores da Universidade de Navarra – Private Catholic Imprecining Para a prelatura do Opus se deu prospectivamente o risco de desenvolver obesidade em 4.920 mulheres jovens (com idade média de 28 anos) por mais de oito anos de acompanhamento. Nenhum deles tinha obesidade no início do estudo. Os participantes foram divididos em dois grupos, dependendo se eles usaram ou não contraceptivos orais regularmente. O uso desse método de contracepção e o índice de massa corporal foram avaliados no início do estudo e a cada dois anos durante o acompanhamento.

Os resultados do estudo mostraram que o uso de contraceptivos orais é significativamente Associado a maior probabilidade de desenvolvimento de obesidade, especialmente quando o uso destes é constante e estende-se por períodos de mais de dois anos.

De acordo com Alvaro San Juan Rodríguez, primeiro autor de trabalho, em uma declaração liberada O Centro de Pesquisa Biomédica em Fisiopatologia de Rede de Obesidade e Nutrição (Ciberobn), “Verificou-se que, no caso de outros fatores e independentemente deles, o risco de desenvolver obesidade durante os sucessos anos praticamente dobrou em mulheres que usaram contraceptivos orais regularmente e quase triplicou naqueles que foram usados continuamente por mais de dois anos. “

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *